Últimas Notícias

Galaxy J5 e J7 2017 são revelados em fotos e vídeos

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

Resenha | O Artista

 

Resenha | O Artista

Dirigido por Michel Hazanavicius, o longa nos traz a história de George Valentim (Jean Dujardin), um famoso ator de cinema que vive o auge de sua carreira em meados dos anos 20. Embora para ele tudo estivesse indo bem, era também o fim definitivo do cinema mudo.

Rico, famoso e vivendo o melhor que a vida teria a oferecer, George se revolta ao saber que, a partir daquele momento, os filmes seriam falados.

Resenha | O Artista

Orgulhoso que só ele, o nosso protagonista decide não se render a nova tendência, mas continuar com o cinema com o qual estava acostumado.

Enquanto isso, dentro dos sets, Peppy Miller (Bérénice Bejo) se esforça ao máximo para conseguir o olhar do produtor, assim como uma oportunidade de brilhar nas telonas de Hollywood.

 

Resenha | O Artista

Lançado em 2011, o filme busca trazer ao espectador a sensação de assistir um filme da década de 1920, mas ainda sim se tratando da produção de filmes em 1920. Pura metalinguagem. Ser preto e branco, ter cenários e figurinos característico e ser (quase) mudo, nos convence da proposta, salvos alguns deslizes (caso o objetivo tenha sido fazer um filme exatamente igual aos de 1920).

Resenha | O Artista

Sem poder ouvir o que os personagens falam, diálogos escritos aparecem em algumas cenas, além das músicas que sempre nos mostram e detalham cada sentimento vivido, a intensidade de cada momento da trama.

Sobre os cortes e montagem das cenas podemos dizer que usa-se a técnica mais atual, com sequências de plano e contra plano, que jamais apareceriam em filmes até 20.
Um projeto muito interessante, ideia impecável e realização fantástica.

Fonte Resenha | O Artista , Portal Tech Info.



from Portal Tech Info
Portal Tech Info
Futebol Stats
Entreter-se
PTI Jogos

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

Resenha | O Preço do Amanhã

Resenha | O Preço do Amanhã

Em um mundo onde, literalmente, tempo é dinheiro, Will (Justin Timberlake) é um simples trabalhador de um bairro pobre, que tem por lema de vida viver um dia após o outro. Nesse bairro, todos os moradores trabalham para ganhar tempo, sem o qual não conseguem viver. Assim como ganham, também gastam tempo para comprar e fazer qualquer coisa que possam pensar. Nesse contexto, frases como “tempo é dinheiro”, “perda de tempo” ou “não tenho tempo para isso” são comuns e fazem total sentido.Resenha | O Preço do Amanhã

O ponto de virada do longa se dá quando Will recebe uma doação inesperada de um século. A partir daí, nosso protagonista decide viajar para a região dos ricos, afim de acabar com a desigualdade que ali imperava.No lugar onde todos tem “tempo de sobra”, Will conhece Sylvia (Amanda Seyfried), filha do homem mais rico, dono de empresas e casas de créditos.

Resenha | O Preço do Amanhã

Escrito e dirigido por Andrew Niccol (O Senhor das Armas), O Preço do Amanhã apresenta algumas falhas quanto a montagem final das cenas e a continuidade da tama, mas podem ser facilmente ignoradas aos olhos de um espectador.

Ainda sim, o longa é, com certeza, um bom entretenimento. Conta com cenas de ação como perseguições (de carro ou a pé), tiros, lutas, romance e um desfecho aberto, onde é possível imaginar vários caminhos para a continuação da história.

Fonte Resenha | O Preço do Amanhã , Portal Tech Info.



from Portal Tech Info
Portal Tech Info
Futebol Stats
Entreter-se
PTI Jogos

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

Netflix: Novidades da semana (22/05 – 28/05)

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

CLIQUE AQUI E ACESSE JÁ NOSSO NOVO SITE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...